Authors Posts by .

.

11362 POSTS 2 Comentários

0

Fé, autoconhecimento, desafio. São várias razões que levam um peregrino a se aventurar pelos Caminhos de São Tiago de Compostela. No caso do madeirense Carlos Pereira Silva, o gosto pela caminhada e pela natureza aliou-se à paixão pela fotografia.  carlos pereira silva

Os Caminhos de Santiago são os percursos que afluem a Santiago de Compostela desde o século IX para venerar as relíquias do apóstolo Santiago Maior cujo suposto sepulcro foi descoberto no século IX.

sao tiago
FOTO Samuel Santos

Segundo a tradição medieval, o eremita Paio alertado por luzes noturnas, que se produziam no bosque de Libredão, avisou o bispo de Iria Flavia, Teodomiro, que descobriu os restos de Santiago Maior e de dois dos seus discípulos. Atualmente há rotas por toda a Europa, mapas online e até percursos assinalados com GPS.

Entre Portugal e Espanha, o itinerário Tui – Santiago está assinalado com setas, um feito concluído na primavera de 2006 por um grupo de portugueses e espanhóis. Pelo caminho, há também uma lista de albergues peregrinos que permitem algum descanso a um preço simbólico, sendo para isso necessário mostrar a credencial de peregrino que pode ser obtida em http://www.jacobeus.web.pt/

40 km sempre a andar

Carlos Pereira Silva
FOTO Carlos Pereira Silva

Carlos Pereira Silva iniciou-se nos Caminhos de São Tiago de Compostela em Abril de 2013, em Saint-Jean Pied de Port. Optou pelo caminho francês, “o mais longo”.

“Fiz 9 percursos com uma média de 40 km. Voltei em 2014 e fiz mais 9 percursos e vou regressar em Abril deste ano. Espero chegar a Santiago de Compostela no próximo ano”, exclama.

Para ser peregrino, a condição física é essencial, conta o fotógrafo amador. A ‘aventura’ exige preparação e indumentária apropriada. A escolha das botas que devem ser ‘amaciadas’ antes da partida é essencial para evitar problemas nos pés. E existem páginas onde publicam listas dos objetos que são obrigatórios levar para uma viagem destas.

“O ano passado tive de ser assistido. Fiz um grande golpe na planta do pé e foi graças a uns pensos especiais e ao cuidado do uma enfermeira que terminei a caminhada”, alerta Carlos Pereira da Silva.

Planear bem a altura do ano para se fazer o trajeto acaba também por ser importante, lembra o peregrino. “Eu escolhi Abril para fugir ao calor. É preciso ver que são 40 km a andar”.

credencialO madeirense parte em Abril e a na companhia de um amigo, com quem partilha o gosto pelo contacto com a natureza e a vontade de conhecer pessoas de todo o Mundo.

“Regresso nos primeiros dias de Maio a Lisboa e, no dia 8, encontro-me com um grupo de peregrinos de Tires com o qual faço, há anos, o percurso da Expo a Fátima a pé”, adianta.

Embora uma parte considerável dos peregrinos escolha o mês de Julho para percorrer o seu caminho de São Tiago – até porque a Igreja católica assinala anualmente o ‘Martírio do Apóstolo São Tiago Maior’  a 25 de Julho -, há caminhantes ao longo de todo ano.

No Porto, por exemplo, a Casa Diocesana – Seminário de Vilar disponibiliza, desde o final do mês do Janeiro, um albergue para os peregrinos de Santiago de Compostela com 12 camas e cuja contribuição é livre e voluntária.

0

Sancho Freitas / Diretor Financeiro do CS Marítimo

A propósito de economia…

Tive oportunidade de assistir à apresentação da estratégia para o turismo da Madeira, elaborada pela KPMG. Aplaudo a iniciativa da ACIF mas confesso que lhe reconheço valor pelo diagnóstico que faz e não tanto pela terapêutica que prescreve.

Diagnóstico à parte, o documento sugere que a Ilha da Madeira deve avançar para um posicionamento que “passa por uma nova forma de estruturação do produto e da sua comunicação, mais direcionada à experiência do turista”. Em “concreto”, que se evolua de um modelo focado no “clima ameno e sol de verão em ambiente natural” para um outro, da “natureza complementada com a cultura e gastronomia”. E quantifica uma série de objetivos em diversos indicadores, de forma estranhamente precisa.

Quanto ao Porto Santo, propõe que se abandone o foco atual, de destino de “praia alavancado com a incorporação de conceitos ambientais e sociais” para o de “bem-estar com a praia como complemento diferenciador”.
Soube-me a pouco. Uns dirão que, por versar sobre estratégia, teria de ser mesmo assim. Respeito.

A propósito de política…

Primeiro. Admito estar enganado, mas esta coligação “liderada” pelo PS-Madeira, com Victor Freitas ao leme, não vai além dos serviços mínimos. Em concreto, cumprir aquele que me parece ser o seu primeiro propósito: assegurar a manutenção dos actuais mandatos e prevenir danos maiores. Via aberta para Miguel Albuquerque.

Segundo. Um novo sistema fiscal regional, desenhado para as nossas necessidades e em função das nossas especificidades, é fundamental para a Região. Não pode é ser concebido no contexto de uma campanha eleitoral, ser votado na ALM já no contexto de uma outra e discutido de urgência em Lisboa numa altura em que a governação da Madeira se encontra “em gestão”. Importa insistir.

Mas também não se pode, por veleidade, vender a ideia de que, num “passe de mágica”, de uma assentada e de forma imediata, é possível reduzir drasticamente a taxa de IRC e, em simultâneo, aumentar a receita fiscal regional de 125 M€ para 1.500 M€ /ano.

A propósito de nada…

“Um filósofo menor falava sem parar com Aristóteles e não deixava de o ir provocando com algumas críticas. Aristóteles nada dizia. Estranhando esta atitude, interpelou-o:
– As minhas palavras não são para ti um incómodo?
– Não, meu amigo. Há muito tempo que deixei de te ouvir.“

0

Com a pala já praticamente toda em baixo, a segunda fase da obra do estádio dos Barreiros deverá abrandar um pouco depois da demolição total da antiga bancada central.

As atenções irão então voltar-se para a conclusão de alguns trabalhos relacionados com a primeira fase, sendo que quando tudo estiver terminado os trabalhadores regressam ao outro lado do recinto.

Tal como o AgoraMadeira já tinha noticiado, o financiamento para a segunda fase está assegurado e, segundo apurámos, serão apenas necessários os 6.5 milhões de euros previstos no contrato programa estabelecido com o Governo Regional para o ano de 2015 para que todo o estádio possa ficar operacional.

E operacional não significa que fique todo concluído já que muitos dos interiores não poderão ficar 100 por cento terminados. Contudo, os camarotes ficarão feitos, assim como as áreas comerciais previstas, aspetos fundamentais para a rentabilidade do estádio.

O AgoraMadeira sabe que até agora foram gastos 15 milhões de euros na obra, sendo que com mais 6.5 milhões, o custo da remodelação quase total do estádio dos Barreiros ficaria então em 21 milhões e meio de euros, ou seja, menos 18 milhões de euros em relação ao projeto inicial que custava 39 milhões e meio de euros.

MODALIDADES AMADORAS NO NOVO ESTÁDIO

De forma a potenciar mais a utilização da infra-estrutura durante toda a semana, assim como para “desanuviar” mais o já sobrelotado Complexo Desportivo do Marítimo, em Santo António, no novo estádio dos Barreiros estão previstas várias áreas destinadas às modalidades amadoras do clube.

0

Um avião da TransAsia despenhou-se no rio Keelung, perto de Taipé, a capital de Taiwan. Levava 58 pessoas a bordo (incluindo três tripulantes) e as informações mais actualizadas dão conta da existência de pelo menos 23 mortos.

O avião, um ATR-72, tinha acabado de levantar voo do aeroporto de Taipé e dirigia-se para as ilhas Kinmen, junto à costa chinesa. O voo durou apenas três minutos.

Não se sabe ainda qual a causa do acidente, mas segundo a agência Reuters a última comunicação dos pilotos terá sido “Mayday, Mayday, engine flameout”.

0

A nova administração da RTP garante que não tem qualquer intenção de fazer um despedimento colectivo, embora avise que a empresa estando fragilizada em algumas áreas, terá também trabalhadores a mais noutras. “Por vezes é possível que seja preciso deixar sair alguma quantidade para que entre alguma qualidade”, disse esta manhã o presidente indigitado, Gonçalo Reis aos deputados da Comissão para a Ética, Cidadania e Comunicação.

“Não vai haver despedimento colectivo; a figura do despedimento não existe connosco, não a vamos aplicar, não vamos trabalhar com esse cenário! O fantasma do despedimento colectivo, que desestabiliza a empresa, é uma carta que não vamos jogar”, assegurou novo homem-forte da administração da RTP.

0

Cristiano Ronaldo celebrou 30 anos esta quinta-feira mas antes do aniversário o melhor jogador do planeta mostrou ao Mundo a nova campanha Spring/Summer 2015 da sua coleção CR7 by Cristiano Ronaldo Underwear.

A propósito das propostas de roupa íntima para a próxima estação, Ronaldo diz: “Adoro cores vibrantes e a cueca é uma óptima maneira de experimentar diferentes looks. O rosa brilhante e o vermelho na nova coleção, bem como os padrões ousados, dão-lhe um aspecto distinto para a Primavera/Verão- eu gostaria de ter a certeza de que a colecção se destaca! Estou muito orgulhoso dela”, sublinhou o jogador do Real Madrid, que revelou os segredos da boa forma física: “Faço dieta rica em proteínas, com hidratos de carbono integrais, frutas e legumes e evito alimentos açucarados”, diz o madeirense. CR7 revela que é preciso ser disciplinado e que beber água é importante. “Evito álcool”, refere o craque que gosta de ouvir hip-hop e reggaeton quando está a cuidar do físico.

0

Filipe Rebelo / Presidente da Associação Portuguesa de Deficientes da Madeira

A credibilidade é uma construção de actos ao longo do tempo. Trata-se de um processo contínuo e moroso. A minha, advém do meu trabalho, quer na área desportiva, social e pessoal.

Tenho procurado, ao longo da minha existência, trabalhar para o sucesso. Procuro fazer dos desafios, oportunidades de conquista e de enriquecimento pessoal e profissional. A minha luta tem sido enorme desde os 16 anos após o acidente que me roubou uma perna e tem sido grande a minha vontade de viver e de vencer.

A minha candidatura à liderança da Associação de Futebol da Madeira é nada mais do que um desafio, uma vontade de iniciar um novo ciclo, uma nova oportunidade para elevar a minha credibilidade, lutando por uma área que me apaixona: o futebol.

Proponho algumas mudanças, que julgo serem exequíveis em prol da melhoria das condições para a prática do futebol, promovendo a formação e facilitando o trabalho dos clubes, de modo a criar oportunidades para a população que gosta deste desporto.

Pretendo ser igual a mim mesmo.

0

A Madeira foi o destino escolhido para o arranque oficial do primeiro Festival Nacional Itinerante de “One Man Bands” do país. O evento chama-se “Um ao Molhe” e tem, para já, presença confirmada em 16 diferentes sítios de Portugal: Funchal, Porto, Vale de Cambra, Aveiro, Guimarães, Vila Real, Oliveira de Azeméis, Braga, Viana do Castelo, Monção, Cascais, Évora, Lisboa, Coimbra, Póvoa de Varzim e Cartaxo. Bueu, em Espanha, é também outro dos locais.

Em cada sítio será promovido um artista local e no caso da Região o eleito foi Dieter Pereira, mais conhecido por DD Peartree, que toca a partir das 21 horas, abrindo o festival.

´”É uma one-man-band com raízes irlandesas e que funde uma ansiedade pela estrada aberta com o espírito celta. Deambula entre a melancolia e uma alegria cantada em voz alta. Opera sozinho ou acompanhado. Para ele, o importante é a partilha com quem o escuta”, pode ler-se na biografia do músico.

Às 22 horas será a vez de “O Manipulador” entrar em palco: “é uma one-man-band experimental de baixo, pedais, loop station e voz que, musicalmente, é a expressão de uma identidade influenciada pela estética de algumas bandas de rock alternativo e pela ética do “do it yourself”, lê-se na biografia de “O Manipulador.”

Por fim, a partir das 23 horas, a 1ª edição do Festival vai fechar com Tren Go! Sound Sistem “que explora terrenos psicadélicos, monocórdicos e repetitivos. Penetra nos meandros do blues, do rock e do dub com passagens pelo noise, drone e ambient onde os feedbacks da guitarra são o seu fio condutor. Gosta de comboios, apeadeiros, viagens e muita paisagem, e vocês vão gostar dele!”, assegura o próprio.

CAFÉ OFICINA, NO ARMAZÉM DO MERCADO, É O PALCO DO EVENTO

“Espero que seja uma boa viagem”, deseja Pedro Pestana da organização, da responsabilidade dos “Antes Cowboy que Toureiro”, em conversa com o AgoraMadeira, exaltando o apoio logístico dado da parte do Estúdio 21.

A escolha pela Região como sítio para arrancar com o festival está relacionada com a vontade de “descentralizar do eixo Porto-Lisboa”, acentua.  O Café Oficina, situado no novíssimo Armazém do Mercado, foi o sítio escolhido.

O “Um ao Molhe” realiza-se a partir do dia 6 de Fevereiro e termina apenas no final de Maio.

0

O Governo Regional da Madeira espera uma ocupação hoteleira de 71% no Carnaval. A secretária da Cultura, Turismo e Transportes da Madeira, Conceição Estudante, deu conta dessa intenção do executivo regional esta manhã, no Funchal, e sublinhou que o investimento para mais este importante cartaz turístico regional ronda os 280 mil euros.

A governante revelou, ainda, em conferência de imprensa que a preparação do carnaval na Região envolve diretamente cerca de 4000 mil pessoas, oriundas de várias instituições, das quais 1143 vão participar no cortejo alegórico do dia 14 de Fevereiro, um dos pontos altos da quadra.

Nove grupos vão desfilar no maior e mais emblemático cortejo do carnaval madeirense, ao longo das avenidas marginais da cidade (Avenida Sá Carneiro e a Avenida do Mar).

 O mote de abertura do Carnaval na Madeira será dado já este fim de semana, com a Festa dos Compadres, em Santana, no norte da ilha, mas o programa oficial só arranca no dia 11 de Fevereiro, estendendo-se até ao dia 18 do mesmo mês.

0

O Reino Unido pode se tornar o primeiro país a legalizar o polémico procedimento de fertilização ‘in vitro’com três progenitores. O parlamento britânico vota, esta terça-feira, se autoriza, ou não, a prática.

A técnica, que usa o óvulo da mãe, o esperma do pai e o óvulo de uma doadora para gerar um embrião, divide a sociedade e levanta dilemas éticos. De um lado, críticos dizem que a ideia pode dar início a um “design de bebês”. Do outro, entusiastas destacam que a prática reduz a probabilidade de filhos com doenças hereditárias.

Caso aprove a inovação, o Reino Unido será o primeiro país a legalizar a reprodução assistida com genes de três indivíduos, uma medida que ajudaria diversos casais que perderam bebês por causa de doenças, como as mitocondriais.

A técnica é pensada para casos como as doenças mitocondriais, que resultam do fracasso no funcionamento das mitocôndrias.

As mitocôndrias são partes constitutivas das células do organismo, cuja função é gerar a energia necessária para manter a vida e a correta função dos órgãos.

Esses problemas, passados de mãe para filho, podem ocasionar danos cerebrais, perda de massa muscular, parada cardíaca e cegueira.