Authors Posts by .

.

14839 POSTS 2 Comentários

0

A Capitania do Porto do Funchal emitiu hoje um aviso amarelo de agitação marítima para a costa norte da Madeira e para toda a zona costeira da ilha do Porto Santo.

O aviso amarelo para agitação marítima prevê ondas de noroeste de 3,5 a 4 metros para a costa norte e ondas de sueste de 1 a 2 metros para a costa sul, pelo que a Capitania recomenda que os proprietários ou armadores das embarcações tomem as devidas precauções para que estas permaneçam nos portos de abrigo.

0

A Associação Portuguesa das Pessoas com Necessidades Especiais – Associação
Sem Limites apresentou, esta semana, um cartão de identificação destinado às pessoas com
necessidades Especiais.

Segundo a Associação, este é um cartão pioneiro em toda a Europa, testado em países como
Inglaterra, Holanda e Espanha, que permite à pessoa com necessidades especiais
identificar-se como tal, sem recorrer ao uso do atestado multiusos, ou a provar a sua
condição de amputado ou de qualquer outra deficiência não visível.

“Ao apresentar o cartão identificativo onde consta uma fotografia, o nome completo, a data de
nascimento, morada, número de cartão de cidadão, deficiência, e grau, a pessoa com
necessidades especiais poderá beneficiar dos seus direitos, nomeadamente a não
discriminação e o acesso a serviços segundo a lei da prioridade”, refere a instituição liderada por Filipe Rebelo.

 

0

Um dos dirigentes desportivos mais importantes da Madeira encerra agora um ciclo. Marcelo Gouveia falou ao AgoraMadeira sobre a saída do São Roque.

– Há listas candidatas às próximas eleições para órgãos sociais do São Roque?

Sim. Há duas pessoas, ambas pais de atletas, que pensaram apresentar listas. Em princípio  vão se juntar e formar uma lista única. A decisão está para breve e será tomada até à próxima terça-feira, dia em que terei a minha última reunião de direção no clube. As eleições são no dia 23.

Qual o motivo que o levou a sair do clube ao fim de 20 anos?

Estou um pouco cansado. Já são 20 anos e quero ter agora outra qualidade de vida que o dirigismo desportivo não me permite ter porque é preciso estar muito presente e sobra pouco tempo para o resto. Também há menos pessoas que agora trabalham voluntariamente…Antes deste mandato já quis sair mas na altura não surgiu ninguém interessado.

Deixa o clube estável financeiramente?

Sem dúvida. Deixo o São Roque com contas positivas e sem dívidas. E isto acontece pelo quarto ano consecutivo.

Olha para trás com orgulho do trabalho realizado?

Olho com orgulho para o trabalho que fiz. Foram muitos anos de dedicação, mas nunca trabalhei sozinho. Penso que ajudei a tornar o São Roque numa referência não só na Região como no país.

Os últimos dois/três anos foram marcados por dificuldades financeiras bastante acentuadas no desporto regional, com cortes e grandes atrasos nos apoios concedidos da parte do Governo Regional.  Como é que o São Roque conseguiu ultrapassar todos esses problemas?

Quando os dias são difíceis, nós unimo-nos e conseguimos vencer. A crise levou-nos a ser mais criativos. Por exemplo, na área das atividades sociais – e por termos instalações próprias – conseguimos gerar receitas de forma a que se pudesse conseguir fazer a manutenção do pavilhão. E esse trabalho vai perdurar nos próximos anos. É claro que custou-me abdicar de participações nacionais de algumas equipas e é claro que me custou dar faltas de comparência. Esse foi o momento mais negativo.

OS TRÊS TÍTULOS NACIONAIS NO TÉNIS DE MESA

– Os três títulos de campeões nacionais da I Divisão em ténis de mesa foram os pontos altos destes 20 anos de mandato?

Sem dúvida que foram. Vencemos em 1999/2000, em 2004/2005 e em 2005/2006, duas dessas vezes com o Marcos Freitas na equipa, mas o ano de 2001 também foi muito importante porque foi nessa altura que foi inaugurado o nosso Complexo Desportivo. Para além dos títulos nacionais, devo lembrar as várias vitórias em Supertaças e Taças de Portugal. A presença do hóquei na II Divisão Nacional, os bons resultados na Pesca Desportiva, com presenças em Campeonatos do Mundo e o facto de termos tido um atleta no karaté campeão nacional e europeu foram também marcos importantes ao longo de todos estes anos.

O futuro passa por onde?

O futuro passa por regressar à escola. Sou docente e vou voltar à minha profissão.

0

Serginho / Ex-jogador do Nacional da Madeira

Bem, antes de mais devo dizer que o Serginho e o Nacional da Madeira foram um relacionamento perfeito. Nos primeiros tempos eram muitas as dificuldades porque tínhamos de dividir o campo com vários clubes na Camacha… Na altura, o nosso treinador, Rui Mâncio, grande treinador, fazia sempre muita luta para arrumar o campo. Depois foi lançado o projeto do campo da Choupana…

O meu primeiro troféu foi a Taça da Madeira frente ao Marítimo no Porto Santo e a partir daí o Nacional começou o seu sucesso quando Jair Picerni subiu a equipa para a Segunda Divisão de Honra. Foi muito bom, com Serginho Cunha sempre na artilharia. Aí o clube já estava super sólido e com a chegada do José Peseiro foi a afirmação do clube, e sempre com Serginho em foco, subimos à Primeira Liga.

A partir daí o clube consolidou-se. Conquistamos a vaga na nas pré eliminatórias da UEFA e fui o primeiro jogador a dar ao vitória ao clube frente ao Benfica. Até hoje, o Nacional não conseguiu outra vitoria contra eles e já se passaram muitos anos. Sou até hoje o maior artilheiro do clube, com mais 100 golos marcados, e orgulho-me de ter visto todo o crescimento do Nacional. Fui mesmo o único jogador a ver o clube nascer e a ter toda a estrutura que tem hoje. Sei que fui importante para o clube e digo, sem qualquer dúvida, que foi o melhor clube que joguei. E deixei amigos na Madeira. O meu melhor amigo é o Rui Sardinha, mas não posso esquecer Rui Alves, que apostou em mim, o Dr. Jasmins, o Dr. João Pedro Mendonça e o Sr. Gris Teixeira. Espero voltar à Madeira já em Junho para rever todos esses amigos que deixei.

Para além do Nacional, vi a Madeira a se transformar desde que aí estive. Hoje o aeroporto é bem maior, há muitas auto-estradas.  João Jardim lutou muito para dar toda essa transformação à ilha. O Funchal é uma cidade linda, um sítio maravilhoso. O povo madeirense, sempre com um sorriso, é muito acolhedor. Enfim, agradeço por ter vivido e ter dito todo o sucesso que tive nessa cidade e o meu maior orgulho foi minha filha ter nascido nessa cidade maravilhosa.

0

Cristiano Ronaldo mal festejou a terceira Bola de Ouro. Segundo o irmão, Hugo Aveiro, o craque madeirense rumou a Madrid, logo após a cerimónia da FIFA, tendo inclusive feito gelo, de madrugada,  já a pensar no treino do dia seguinte.

Hugo Aveiro descreve, numa entrevista divulgada hoje no boletim oficial do União da Madeira, um Ronaldo, sempre focado no trabalho e que “vai fazer o possível” para apanhar o rival Messi, com quatro Bolas de Ouro.

“Viemos logo embora mal acabou a cerimónia, celebrámos no avião. Chegamos a Madrid, à 1 hora da manhã, bebemos um champanhe e o Ronaldo foi colocar gelo, foi para o ginásio e depois descansar. No dia seguinte, 8 horas foi treinar”, contou, ao União da Madeira, Hugo Aveiro, acrescentando que não houve tempo para  grandes festejos.

O irmão de Ronaldo diz que a conquista da terceira Bola de Ouro foi justa e revela alguma ansiedade, por parte do internacional português, minutos antes de receber o troféu.

“Foi justíssimo! É sempre com alguma ansiedade que acompanhamos a cerimónia. Já o fazemos há sete anos consecutivos, mas é só mesmo na hora, quando abrem o envelope – depois de sair o nome do Cristiano Ronaldo -, que sabemos que ele ganhou”, afirmou Hugo Aveiro.

“Para a minha mãe, até para mim, é um sonho. Nunca imaginei ter um irmão que viesse a ganhar três bolas de ouro, um madeirense, da nossa terra, ganhar tudo isto e ser da nossa família”, refere ainda Hugo Aveiro, garantindo que “é uma coisa do outro mundo, ter um irmão que foi considerado três vezes o melhor do Mundo e a vida continua, vamos ver se vai ganhar mais alguma bola”.

0

A sonda de origem britânica Beagle 2, desaparecida há mais de uma década, pouco depois de ter sido lançada, foi avistada na superfície de Marte, anunciou hoje a agência espacial britânica.

“O módulo Beagle 2, que pensávamos estar perdido desde 2003, foi encontrado na superfície do planeta, resolvendo o mistério”, explicou a agência num comunicado.

O módulo, de conceção britânica, deveria aterrar no planeta Marte a 25 de dezembro de 2003, após seis meses de viagem, no quadro da missão europeia Mars Express, mas desapareceu completamente dos radares. Foi declarado definitivamente perdido a 06 de Fevereiro de 2004.

0

“Para a minha mãe, até para mim, é um sonho. Nunca imaginei ter um irmão que viesse a ganhar três bolas de ouro, um madeirense, da nossa terra, ganhar tudo isto e ser da nossa família” (…) É uma coisa do outro mundo, ter um irmão que foi considerado três vezes o melhor do Mundo”. As declarações de Hugo Aveiro, irmão de Cristiano Ronaldo, foram publicadas na página oficial do Facebook do União da Madeira.

 

0

Não tinha completado 5 anos quando a mãe a inscreveu nas aulas de dança e canto. A paixão de Sandra Rodriguez pela música é comum ao irmão Ricardo, com quem partilha o palco há mais de 20 anos. Apesar de ambos terem nascido na Venezuela foi na Ribeira Brava, em 1994, que a dupla encetou a sua carreira conjunta, numa ‘Festa Latina’ e por intermédio de um familiar. A experiência correu bem e no regresso, depois de mais algumas atuações na República Bolivariana da Venezuela, o apoio de duas pessoas com influência no meio (Fernando Damas e Rui Urbano) lançou-os para uma carreira musical sólida.

“Desde então, andamos sempre colados. Há quem pense que somos marido e mulher”, conta Sandra.
Em total sintonia, Sandra e Ricardo dizem-se realizados por contribuírem para a divulgação da língua portuguesa, não apenas na Venezuela, mas em todos os países por onde já atuaram. “O carinho das pessoas é muito gratificante. Sentimo-nos felizes por podermos transmitir uma mensagem. Mesmo sendo o país pequeno, Portugal deixou a sua marca um pouco por todo o Mundo”, afirma a jovem cantora.

Este Natal, os jovens artistas conciliaram as festividades com a divulgação do seu novo álbum, o quinto. “Foi um Natal muito especial passado com os nossos pais. O meu pai não passava cá a Festa há 54 anos”, declara Sandra, revelando-se algo desiludida com as decorações natalícias da capital da Madeira.

NOVO ÁLBUM LANÇADO EM BREVE

O novo álbum de Sandra e Ricardo Rodriguez conta com quatro canções gravadas na Madeira e deverá ser lançado no segundo trimestre deste ano. “Temos uma canção gravada com os Xarabanda, outra com Carina Freitas, Vânia e João Mendonça”, refere Ricardo que se declara muito satisfeito com o resultado final.
O quinto álbum desta dupla de irmãos será brevemente concluído na Venezuela, onde Sandra e Ricardo conciliam a carreira artística com a actividade jornalística e publicitária, respectivamente.

0
Passar mais tempo a navegar na internet do que a ver televisão é uma tendência que espelha, na perfeição, o enraizamento das novas tecnologias no quotidiano das pessoas. Os portugueses não são exceção e parecem estar já mais do que adaptados aos gadgets. Prova disso é a conclusão do estudo realizado pela Nova Expressão, em parceria com a Marktest.
Os resultados do estudo revelam que, em média, cada português passa 4,2 horas online e apenas 3,1 horas a ver televisão, mas daqui é importante salientar três aspetos: o primeiro é que o tempo que passam ligados à Internet pode ser mais elevado se o seus empregos assim o exigirem; o segundo é que alguns portugueses optam por assistir a programas televisivos por plataformas digitais, já o terceiro refere-se, também, à tendência de ‘double screen’.
E o que é o ‘double screen’? É o hábito de estar a ver televisão e estar online ao mesmo tempo, seja no computador, no telemóvel ou no tablet. E tem tendência a acontecer durante os programas de horário nobre, que são comentados em tempo real nas redes sociais. O consumo de internet e televisão em simultâneo é frequente em 56% da população nacional.
Fonte: www.noticiasaominuto.com

0

Na visão de futuro da Mercedes, os carros conduzem sozinhos e, já que ninguém precisa de estar com as mãos no volante e os olhos na estrada, funcionam também como uma luxuosa sala de estar móvel.

A marca revelou nesta terça-feira, na Consumer Electronic Show (CES), em Las Vegas, um protótipo chamado F 015 Luxury in Motion. Por ora, não passa de um conceito, sem planos para ser produzido.

No interior do carro de aspecto futurista, quatro grandes poltronas brancas giram de forma a que os ocupantes possam estar virados uns para os outros. Vários ecrãs estão ao dispor dos passageiros e podem ser usados com toques, gestos e, para algumas funcionalidades, simplesmente com o movimento dos olhos. Os condutores podem virar a cadeira para a frente e assumir a condução. Luzes na frente e traseira mudam de cor, para indicar aos outros carros se o veículo está em modo manual ou automático.

Com um aspecto mais convencional, este modelo já fez vários quilómetros de estrada, mas ainda em testes. Porém, a marca tem à venda um modelo equipado com várias funcionalidades para assistência na condução: por exemplo, é capaz de parar e arrancar em situações de filas de trânsito, mantendo uma distância de segurança e poupando o condutor à monotonia do “pára-arranca”.

Fonte: Jornal Público