Authors Posts by Redação

Redação

5489 POSTS 2 Comentários

0

Os Bombeiros Voluntários Madeirenses socorreram há pouco – pelas 19.30 horas deste sábado – um homem com 66 anos que fazia a vereda do Pico do Areeiro.

O homem, continental, estava a fazer a vereda na companhia da mulher quando recebeu um telefonema a dar conta da morte de um familiar.

Em estado de choque, o homem deixou de conseguir andar, tendo sido necessária a ajuda de quatro elementos da corporação.

0

Os Bombeiros Voluntários da Ribeira Brava e Ponta do Sol estão a combater neste momento – 20.55 horas deste sábado – um incêndio em mato na Fajã da Ortiga, na Ribeira Brava.

Quatro elementos combatem as chamas com o apoio de uma viatura pesada.

0

Um jovem condutor que se encontrava alcoolizado despistou-se este sábado de manhã, pelas 8.30 horas, contra um carro estacionado no Caminho da Achada, no Funchal, e, segundo foi possível apurar, por pouco não entrou num restaurante com a viatura. Não fosse ter embatido contra o carro parado, tal podia ter acontecido.

O condutor recusou-se a ser transportado para o hospital, tendo a PSP tomado conta da ocorrência.

Os Bombeiros Sapadores do Funchal estiveram no local.

0

Uma fuga de gás num apartamento no Bairro do Hospital, no Funchal, motivou este sábado, pelas 13 horas, a evacuação de um prédio, gerando grande aparato no local.

Segundo foi possível apurar, houve, de facto, perigo iminente de explosão já que os níveis de oxigénio chegaram a descer até aos 15 por cento.

A rápida intervenção dos Bombeiros Sapadores do Funchal foi determinante, tendo a entrada do apartamento sido forçada e a boca do fogão desligada. Não estava ninguém no interior do apartamento.

No terreno estiveram 13 operacionais dos Bombeiros Sapadores do Funchal com cinco viaturas, entre elas uma auto escada.

Foi feita ventilação ao prédio, tendo a PSP estado no local.

0

Os Bombeiros Voluntários de Santana têm sido pioneiros na Madeira com a criação de uma escola para jovens entre os 14 e os 17 anos (cadetes), mas este ano vão implementar mais uma medida inédita na Região com a abertura de uma escola para meninos entre os 6 e os 13 anos (infantes).

A Nova Escola de Infantes e Cadetes será apresentada este dia 8 aquando de mais um aniversário da corporação e conta com 63 formandos (51 infantes e 12 cadetes).

Formação cívica, social, no âmbito da proteção civil, na área da proteção e socorro e da organização de uma corporação, são algumas das principais áreas que serão abrangidas pela escola que decorre uma vez por mês

«Estamos a preparar o quadro ativo dos próximos anos. Incentivamos o voluntariado nas camadas mais jovens, a ajuda ao próximo, o saber trabalhar em equipa, o respeito mútuo entre os colegas, a camaradagem, a disciplina e o rigor são alguns dos princípios e valores pelos quais nos regemos», explica ao AgoraMadeira o adjunto do Comando Paulo Leme, reforçando: «Esta escola também tem um papel importante para a sociedade ao reforçar a aproximação do corpo de bombeiros à população», destaca.

A primeira Escola de Cadetes dos Bombeiros Voluntários de Santana foi criada em 1991, seguiu-se outra em 2009 e depois em 2010

Paulo Leme elege ainda outras vantagens decorrentes da criação da escola de bombeiros para os mais novos.

«Para aqueles que dão sequência no futuro, não há dúvidas que os jovens que vêm da Escola de Cadetes e Infantes já têm conhecimentos adquiridos, o que permite aprofundar os temas e assim terminar o Curso Inicial da Carreira de Bombeiro Voluntário com uma melhor preparação para execução das tarefas inerentes à atividade de bombeiro, garantindo assim uma prestação do socorro  e de proteção de bens mais eficaz», sublinha o responsável.

Outro dos aspetos determinantes, segundo Paulo Leme, é o facto de uma participação numa destas escolas aumentar a probabilidade dos formandos poderem terminar o Curso Inicial da Carreira de Bombeiro Voluntário no futuro, baixando a percentagem de desistências.

«Ser bombeiro voluntário não é para todos. Não basta só querer! É preciso ter vocação e disponibilidade para a função: Voluntários por opção e Profissionais na ação», conclui.

0

Um motociclista com 32 anos ficou ferido há pouco – depois de se ter despistado numa curva quando descia a Rua do Til.

Na sequência do despiste, o motociclista atingiu outra mota que seguia ascendente, mas este motociclista não ficou ferido.

Com ferimentos ligeiros, o homem foi imobilizado pelos Bombeiros Voluntários Madeirenses e transportado para o hospital.

0

Um homem ficou ferido há pouco – pelas 10 horas desta sexta feira – na Estrada de São João, junto a um stand de automóveis, na sequência de um despiste de mota.

Com queixas numa perna e escoriações, o motociclista foi assistido pelos Bombeiros Sapadores do Funchal e transportado para o hospital.

0

Um trabalhador na obra do hotel Savoy com 50 anos ficou ferido há pouco – pelas 10 horas desta sexta feira – na sequência de um acidente de trabalho.

O homem sofreu um corte em quatro dedos da mão, ao que tudo indica numa máquina, tendo sido socorrido pelos Bombeiros Sapadores do Funchal e transportado para o hospital.

0

Um homem com 58 anos morreu na noite desta quinta feira, pelas 21 horas, na sequência de uma paragem cardio respiratória sofrida em plena via pública, acima da igreja da Boa Nova.

Apesar dos esforços de reanimação efetuados pelos Bombeiros Voluntários Madeirenses e pela EMIR, o homem não resistiu.

0

Um homem na casa dos 60 anos morreu na noite desta quinta feira, pelas 23 horas, ao sair de um autocarro no sítio da Lourencinha, em Câmara de Lobos.

Segundo o AgoraMadeira apurou, o homem estava a sair do autocarro quando tropeçou e caiu de uma altura de quatro/cinco metros num poio. O motorista ainda o tentou agarrar mas não conseguiu.

Com várias hemorragias, o homem ficou inconsciente, tendo entrado em paragem cardio respiratória.

No local estiveram duas ambulâncias dos Bombeiros Voluntários de Câmara de Lobos com seis elementos que estiveram a reanimar o homem, juntamente com a EMIR, durante cerca de uma hora, mas nada foi possível fazer.

A PSP também esteve no local com três agentes.