Perto de uma centena de pessoas participaram este sábado de manhã numa manifestação em frente à Quinta Vigia contra as medidas restritivas implementadas pelo Governo Regional.

Sara Santos, uma das participantes, explicou à Antena 1 Madeira a razão do protesto:

«As novas regras não estão na Constituição da República Portuguesa em variadíssimos artigos, como, por exemplo, no artigo 13 que diz que todos nós temos a mesma dignidade social e somos iguais perante a lei. Ninguém pode ser obrigado a ser vacinado, nem a fazer testes. O senhor presidente do Governo Regional não tem o poder de andar a fiscalizar quem mostra e quem não mostra o certificado e o teste. Nem os restaurantes, nem os bares, nem as discotecas, nem a ARAE, nem ninguém tem poder para isso. Nós temos direitos e isso não nos pode ser tirado», contestou.

Manifestantes que prometem fazer novo protesto, na próxima quinta feira, durante a reunião do Conselho de Governo

Num comentário a este protesto, o presidente do Governo Regional respondeu com alguma ironia.

«Eu prefiro a manifestação que está a acontecer no Tecnopolo onde as pessoas estão a se vacinar para se protegerem e protegerem a comunidade. Relativamente à questão de haver um processo, concerteza vão meter um processo contra à Áustria, contra a Alemanha e contra um conjunto de países que estão a adotar medidas no sentido de proteger a comunidade.»

Miguel Albuquerque e a reação à manifestação que aconteceu esta manhã na Quinta Vigia