Constance Glantz, uma mulher com 74 anos, foi dada como morta, no Estado de Nebraska, nos Estados Unidos, mas viria depois a ser encontrada a respirar numa funerária.

Acreditava-se que a idosa tinha falecido no lar onde residia. O óbito foi lá declarado e a mulher levada para a funerária sem que nenhum dos funcionários se tivesse apercebido que estava a respirar.

A idosa acabaria depois por ser levada para o hospital.

0 Comentários

Dê a sua opinião sobre este artigo